3.7.11

Tricô, por favor!

 Não tem momento melhor para falar de tricô do que agora que o friozinho chegou.
Malhas quentinhas, vestidos de lã, tudo bem fofinho e perfeito para passar o inverno mega confortável, 
mas nem só da moda vive o tricô. 
Hoje podemos ver a técnica sendo utilizada em muitas áreas do design, da arte e do artesanato.
 
 São as mãos, os fios, as tramas e a intenção que há por trás de cada ponto ou amarração que ligam as histórias das pessoas (onde ilustra essa reportagem da Donna ZH). Seja pelo apelo artesanal e sustentável ou pela exclusividade das peças, o tricô, o crochê e o bordado vêm ganhando cada vez mais espaço no mundo da moda e despertando um interesse até pouco tempo um tanto improvável.
 
 O tricô, que era o hobby da vovó, representa um estilo de vida bem contemporâneo.
Falando de inverno, frio e conforto já comentamos sobre os tricôs e como eles não são mais apenas quentinhos e confortáveis. Cada vez mais ousam nas texturas, estampas e cores, tornando-se modelos modernos e cheios de informação de moda.

Foi-se o tempo em que peças tricotadas eram cafonas e antiquadas. Com cores incríveis e texturas diferentes dá para esquentar o seu inverno de um jeito bem moderno.
E foi isso que a Emme fez em diversos lugares da cidade de São Paulo. Com flores, folhas, corações e outros apetrechos tricotados e deixaram as ruas mais coloridas! Dá uma olhada:


Veja o vídeo no fim do post.


Pra quem ainda não aprendeu a tricotar, ainda dá tempo! O site SuperZiper ensina um passo a passo pra quem quer tricotar, desde as agulhas, a lã e os primeiros pontos.
Agulhas de tricô

Também tem vários blogs legais sobre o assunto, no Blog Tricotadeiras do Porto as meninas tricotam em público na grande Porto Alegre, o legal é ver a reação das pessoas para  a cena, elas fazem encontros para que as pessoas possam se juntar a elas e tricotar todas juntas.

Também tem o Teia do Tricô, onde tem vários moldes e assuntos sobre tricô, aqui: http://teiadotrico.blogspot.com/.

A estilista Liz Collins, uma das principais referências atuais no tricô, mescla um trabalho com peças básicas e instalações tridimensionais. Um dos mais bacanas é o Knitting Nation, em que mulheres criam performances-instalações com experiências multissensioriais que exploram o nacionalismo, a globabalização e as comunidades. O trabalho dela pode ser visto no site http://www.lizcollins.com/.

Knit the City: your friendly neighbourhood yarnstormers

O Coletivo Knit The City leva a Londres uma guerrilha do tricô. Com intervenções coloridas e divertidas, espalha o lúdico pela cidade. Dá para ver as ações no  site http://knitthecity.com/.

É possível que a tendência tricoteira tenha ganhado força a partir das ideias de sustentabilidade e consumo consciente, dois conceitos que todo mundo já cansou de tanto ouvir falar. Primeiro porque permite que os artesãos produzam suas próprias roupas sem utilizar intermediários no processo (exceto pelos produtores, distribuidores de fios), segundo porque produzindo suas próprias peças 
as pessoas acabam comprando menos.

O que não mudou no tricô “da nova era” é a pegada comunitária. O que antes era considerado passatempo da terceira idade, motivo de socialização de muitas avós e titias, ganhou um público um pouco mais jovem, mas manteve a ideia de trocar experiências.



O projeto Cobrindo Buracos na Rua é de 2009, mas vale a pena falar: a artista Juliana Santacruz Herrera cobriu alguns buracos de ruas francesas com tricôs. 
Acredito que, além de coloridas, as calçadas também ficaram mais macias.



 Por hoje é só. Beijos e bom tricô pra você!


Vídeos interessantes:


Sites interessantes:

http://knittaporfavor.wordpress.com/

http://nitnit.wordpress.com/

http://www.superziper.com/2010/06/especial-trico-sim-comecando-do-zero.html


Um comentário:

ciana disse...

vontade de tricotar também, Carla?
meus conhecimentos de tricot não vão muito além do ponto arroz, que é uma vergonha tendo uma vó tão talentosa no tricot como tenho.

lembrei de uma máquina tricotadora movida a vento: http://www.merelkarhof.nl/merel_karhof_-_product_design/wind_knitting_factory.html

:D