3.3.11

Trend alert!

 As boquinhas invadiram a moda! 
Pode parecer até estar meio atrasada essa notícia, 
considerando que o SPFW só dava elas em fevereiro, 
as estampas foram hit total, como dá pra ver nas imagens a baixo:


A questão é que o negócio virou febre desde então, existem boquinhas em toda parte. Quando vi pela primeira vez, até achei bem interessante, mas sinceramente, 
já to vendo que daqui uns dias as cópias vão estar soltas por aí nas araras da Renner, Marisa e cia (se já não estão).


A baixo o desfile da Alessa:

























 Mais boquinhas na moda e em todo lugar:




 
 

 



Achei super legal a matéria da Oficina de Estilo sobre o tema, dá uma olhada:

Imagina que na década de 20 um grupo de jovens começou a pensar junto que o mundo não era um lugar tão legal (teve uma super guerra tempos antes né) e que as coisas precisavam mudar. Esses jovens, por acaso, eram artistas talentosos que olharam pra arte do seu tempo com olhar crítico e com vontade de pensar (além de só sentir): a arte como era feita até então não servia mais pra eles – deu vontade de fazer diferente, de fugir da “normalidade”, de ser esquisito de propósito pra assim, chacoalhar a realidade… possivelmente com um olhar novo que rendesse também hábitos e pensamentos novos. Idealistas, né?
Acontece que eles não ficaram no idealismo, foram lá e fizeram do jeito deles. “Eles” eram Marcel Duchamp, Salvador Dali, Joan Miró e até Frida Kahlo, e esse “chacoalhão” que eles quiseram dar na galera através da sua arte ficou conhecido como surrealismo – tá bom pra você? E aí que nessa de ‘fugir da normalidade’, eles curtiam bem mostrar o corpo humano em pedaços e não bonitinho, inteirinho. E misturavam sombras e figuras nada a ver e nuvens e o que mais pudesse remeter a sonho, a fantasia, a não-realidade, ao não-conformismo. Tinha um fotógrafo nesse grupo de jovens artistas, chamado Man Ray, e ele curtia bocas: tinha contraste nas fotografias dele de modo a ressaltar lábios, tinha repetição desse padrão, tinha colagem com lábios gigantes e mais.
A gente não tem notícia do que aconteceu entre os anos 20 e a década de 90 em relação à bocas na moda – mas em 1999 a Prada fez uma coleção com estampa de boquinhas que já tinha uma vibração surrealista: em saias plissadas (quase austeras) as boquinhas inevitavelmente faziam sorrir. Desde então teve boquinhas no YSL, no McQueen, na Lulu Guinness, no Louboutin, no Marc Jacobs e até na H&M! Mais pertinho da gente (e mais ‘agora’) o Reinaldo Lourenço também desfilou sua versão de estampa de lábios – que provavelmente vai render umas camisetinhas fofas (e compráveis!!!) nas araras das lojas. Na sequência essa estilista Holly Fulton também mostrou boquinhas em seu desfile na semana de moda de Londres.
Talvez essa seja uma boa hora pra não se conformar só com listras, xadrezes e florais nos looks que a gente coordenar. Talvez a gente possa extrapolar o “normal” de todo dia e abraçar diferenças nessa idéia – a de que mudar de direção pode render outros caminhos legais, chacoalhar tudo em volta, pro bem!


É tendência, é fato! Mas já enjoei dessas boquinhas só de fazer esse post.

Nenhum comentário: