31.3.11

Novos esmaltes!

Lançamento das coleções de inverno!


Começando com a coleção Espelho, Espelho Meu“, da Colorama.  
Tem,entre as 8 cores, 4 cintilantes.  São eles: o “Poção Mágica” que é puro glitter (tipo aquele da Impala 3D), o “Hipnose” que é prateado, “Plano Perfeito” (outro cinza  com toque de lilás) e “Conto de Fadas“, um rosinha delicado.

Os escuros também tem vez como esse “Eterno” e o “Beijo Roubado“.  
Diz que estará a venda no fim de abril e custando R$2,55 cada vidrinho!



Também tem a coleçãoCine“, assinada por Reinaldo Lourenço em parceria com a Risqué.  

Inpirado no universo do glamour característico dos anos 30, Reinaldo buscou referências nas festas e grandes estrelas da época, criando 8 cores clássicas + uma cobertura fosca. Assim como na coleção Colorama, também temos opções de cinza metálico, vermelho bem fechado e rosa clarinho.
  
São eles: 

Risqué Cenário Perfeito: um azul fechado;
Risqué Beijo no Escurinho: um cinza chumbo metálico e escuro;
Risqué Anos Dourados: um amarelo sofisticado, como os filmes que marcaram época;
Risqué Pipoca Doce: um vermelho intenso e vibrante;
Risqué Nunca Fui Santa: uma cor intrigante e de atitude, entre o vermelho e o laranja;
Risqué Bonequinha de Luxo: um nude meigo com toque rosado;
Risqué Felizes para Sempre: um dourado metálico clássico;
Risqué Dia das Estrelas: bronze.

Nas farmácias e perfumarias a partir de abril, com preço sugerido de R$2,75


Já a Big Universo lançando a coleção Sweet Flavour, em parceria com a estilista Nica Kessler, inspirada no filme Mary Poppins. São quatro cores:



Caramel, Lemonade, Cherry, Grey Cream



Caramel: Marrom Claro
Lemonade: Verde claro acetinado
Cherry: Vinho queimado   
Grey Cream: Cinza Grafite

Essa coleção tem previsão de venda para agora em Abril

Além desses, a marca lançará esmaltes craquelados. Serão três cores, mais um top coat:





Mas esses não tem previsão de venda ainda.


Outro lançamento de esmalte é o  da Impala, mas que já está a venda
aqui em Santa Maria faz um tempinho,
com a coleção chamada SPFW e cinco cores bem lindinhas...



Azul Aviador
Metal Glam
Verde Militar
Na mira 3D
Vermelho de Guerra. 


Ainda tem essa coleção da Risqué, que também já está por aí faz uns dias...
Coleção Risqué por Isabeli Fontana


Deu pra perceber uma tendência de cores bem escuras, tons de preto e cinza, a volta dos cintilantes e metálicos, vermelhos, azuis e roxos, mas também alguns bem clarinhos ainda na persistência do nude.
Mas só pra terminar, já ouviram falar dos esmaltes holográficos? Eles já estão aparecendo por aí, já vi alguns na Coprobel (aqui em Santa Maria), mas não tive coragem de comprar ainda. Dizem que o holográfico consegue ter um brilho das cores do arco-irís, será? A composição é de pasta de alumínio (importada), por isso o preçinho mais salgado.
Segundo alguns blogs, o efeito é bem legal e inovador. Por que, vamos combinar, que não sabem mais oque vão inventar pra nos agradar.
O efeito é maios ou menos isso:
2duhb8
Beijocas.

28.3.11

Estilo Camp

Já ouviu falar no estilo camp?

Vi sobre o assunto pela primeira vez na revista Vogue do mês de fevereiro e caiu a ficha. Este novo estilo de algumas celebridades tem um nome: CAMP.

O estilo é a própria Anna Dello Russo (editora da Vogue Japão) em pessoa tem a extravagancia como religião.


 O Camp é a estética que cultua o exagero.
Dá até pra confundir com o Kitsch
Mas o Kitsch é a cópia barata de um estilo.

Na Prada o estilo se expressou por cores fortissimas, maxilistras, macacos barrocos e bananas. 

Pense ULTRA. Pense em estampas tropicais, hypercolors, brilho, no filme King Kong, na moda dos anos 20. Estranho? Exagerado? É esta a ideia.


Constanza diz “É um depoimento de ironia, de quem não quer entrar na regra. A vantagem é ser bem humorado” e completa “Se você nao entender o que está usando vai ficar brega”.
 


Mas acontece que o tema não é uma novidade. Quando pensamos em exageros, temos na história ótimos exemplos. O que dizer de Carmem Miranda, a nossa Elke Maravilha e mais recentemente de Lady Gaga? Elas também beberam dessa fonte. Mas o contexto do camp quem deu em palavras foi a crítica norte-americana Susan Sontag (1933-2004), ainda no de 1964: É bom porque é horrível: o statement definitivo do camp”.
 http://www.eitapiula.net/wp-content/uploads/2009/09/Carmen-Miranda--C10038611.jpg
Mas brincar com toda essa extravagância, vamos reconhecer, é uma ousadia e tanto, por isso mesmo um perigo fora das passarelas. É preciso muita atitude para adotar o estilo por aí. Mais que isso, é fundamental saber porque usá-lo, pois o suporte do estilo não é apenas o corpo, mas a postura, o humor e o sentido de colocá-lo na rua. 
Que é divertido é, mas é cuidar pro camp não beirar o brega 
ou ficar com cara de mendiga.





Mais fotos da musa do Camp, Anna Dello Russo pra se inspirar:



 

 
 
 
 
 
Veja também aqui, uns sapatos estilo camp.

25.3.11

MODA: prós e contras

É difícil descrever um conceito de moda, assim como o de arte, mas existem critérios que com certeza fazem parte desse conceito. Um estilo, uma influência, uma roupa, uma passagem de tempo, um comportamento, fenômeno sociocultural. Híbrida, mútavel! Uma tendência de consumo? Acredito que sim. Pra quem curte a moda como eu, tenho uma coisa a dizer: não use tudo que a mídia manda você usar! Pense só um pouquinho antes de comprar um clog só por que todo mundo tá usando. Eu penso que a moda transparece o que você é. Voce é o que você veste. Portanto, ter um toque só seu no look é bem importante. Tipo, usar o que tá na moda é ótimo, é lindo, é luxo! Mas nada que um bom senso criativo ou apenas uma ousada no look não seja permitido, faz toda diferença.

Mas enfim, tendências vão surgindo a cada dia e hoje coloco aqui coisas que eu gosto e que também não gosto e que estão na moda.
Para começar, coisas que gosto:



miniestampas modelos1 A moda das miniestampas


Neste verão, as roupas com estampa de bichinho trouxeram a tendência das roupas com padronagem sequencial. Das passarelas direto para as ruas, as estampas de gatos, cachorros e andorinhas viraram hit da estação. E parece que a estamparia corrida vai continuar sendo vista por mais algum tempo. É que as miniestampas figurativas estão entre os itens must-have para o inverno que vem por aí. Só que agora, os vestidos, saias, blusas, calças e outras peças ganham estampas corridas com outros motivos. Nos desfiles que apresentaram as apostas para o inverno 2011, apareceram corujas, girafas, zebras, besouros, corações, bolinhas, frutas. Muito lindinho! Sem falar no liberty que já tá aí faz horas né!

http://4.bp.blogspot.com/-7vHsIp74jhg/TVqwLGWNPGI/AAAAAAAAAfY/wZlG6YDh-is/s1600/estampa+liberty.bmp

 Sobreposição!  Mais do que um truque fashion, é uma forma de variar ou transformar completamente os looks. Aliás, a mistura de peças sobrepostas resiste há muito tempo e é bem-vinda em qualquer estação, principalmente no inverno.
Misturar texturas e tecidos diferentes também vale. A sobreposição de tecidos leves com outros mais pesados, incluir transparências e rendas no look também são opções bem divertidas.
como usar sobreposicoes 2 Truque fashion: Sobreposição
 http://blogpop.com.br/wp-content/uploads/2010/08/sobrepjaquetas.jpg

Rendas, babados, laços. As peças com jeitinho de menina ingênua estão em alta, trazendo romantismo à moda feminina. É o estilo girlie, que deixa o visual é sempre bem suave, com cara de boa moça. Na verdade, esse estilo já está por aí faz um bom tempo, mas é tudo tão lindo que nos recusamos à largar! As coisas mudaram pouco, na verdade, é uma nova leitura do estilo Lady like. Qual a diferença?

Estilo girlie x Estilo lady like

Apesar de o estilo girlie lembrar bastante o já conhecido ladylike, eles não são iguaizinhos. A diferença é que enquanto o estilo lady like tem um ar mais vintage, com inspiração nos anos 40 e um pé no passado, a moda girlie traz toda a feminilidade em uma versão mais moderninha.
 estilo girlie modelos2 Estilo girlie 
 http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBLCYFREShwnmUSoetuBbcDd7cVK4-v8ahbIhVGmKtwY3j65H1dw
 Pra não falar só de roupas, falo um pouquinho de esmaltes. Coleção nova da Impala!
São cinco cores, com coberturas e efeitos diferentes: dois cremosos (Verde militar e Azul aviador), dois perolados (Metal Glam e Vermelho de guerra) e um com o tão comentado efeito tridimensional (Na mira 3D).

 metalglam mira3d Metal Glam + Na mira 3D

Contrariando o que geralmente se vê nos blogs, agora não coloco aqui coisas que gosto na moda. Afinal, não vamos usar TUDO que tá na moda, é uma questão de conseguir selecionar o que se gosta e também o que nos valoriza, principalmente.

Andanças pelos blogs de moda, encontro muita coisa feia, feia mesmo (ao meu ver, por que tem gente que usa bem feliz).

Pra começar, isso:
http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSsmpw80IEpa7SmYDCcOKy4UE07TFUg9IEFFFfuYiwlRlRB7MbDtw 

Colete de pelúcia, nãooo! Pobre bichinho, podia virar um ursinho de pelúcia, né gente? Isso é aquele tipo de coisa que dói na alma da gente quando vê alguém insistindo em usar... Não é questão se combina ou não com a pessoa, é por que a peça é feia mesmo... Não fica bem com ninguém, nem com a mais bonita das criaturas.


Saia Longa. Aqui até pode ser uma questão de gosto pessoal mesmo, por que dependendo da pessoa (magra, alta, linda e poderosa), até fica bem!
saia longa1 Saia longa está de volta. Aprenda como usar

Mas na real, eu não gosto mesmo por que dá um ar de hippie em qualquer situação.


Tem tanta coisa mais que tá na moda e é horrível, que não vou me deter em comentá-las, a imagem diz tudo!

Crocs
 http://fumisport.com.br/blog/wp-content/uploads/2011/01/crocs.jpg

Clogs

Bolsa com estampa de animais.


Calça colorida


Esmalte fosco

É melhorar parar por aqui, a lista não pára! Comente se você concorda com os itens desta lista ou se há itens que você incluiria numa boa. Um beijo.

17.3.11

Exposição de arte no MASM

 Uma boa parte da história da arte brasileira vai ser mostrada
a partir de sábado na exposição 30 + 3, no Museu de Arte de Santa Maria.

Não é só por que eu trabalho lá que eu estou fazendo mídia. É por que sou artista e aprecio essas obras, sei do valor social, cultural e artístico que esta parte do acervo carrega. Dentre muitos nomes relevantes, estão esta gravura acima em que Claudio Carriconde fez de ninguém menos de que Silvestre Peciar. Este último, doador destas 30 obras da exposição, que cedeu à Santa Maria uma oportunidade única de ver essas obras de pertinho. Só quem conhece, sabe do valor disso tudo.

Convido à todas as pessoas da cidade, artistas ou não, para terem a oportunidade de ver essa grande exposição que traz um pouco da história das artes plásticas de Santa Maria, do Museu de Arte de Santa Maria e também, como uma oportunidade única, de ouvir as palavras de Peciar, que estará presente na abertura, neste sábado, dia 19 de março, ás 11h.

 Gravura de Iberê Camargo.
  Gravura de Javier Alonso.
  Gravura de Peciar.
  Gravura de Regina Giacomini.
  Gravura de Vasco Prado.
 Gravura de Xico Stockinger.

9.3.11

Eu na Revista Manequim

Já faz mais de um mês que recebi um e-mail da Revista Manequim sobre uns trabalhos que eu tinha mandado para o site, para o "Mostre sua Produção". Dizia que meu produto tinha sido selecionado para ser publicado.
Eis que neste mês de março/2011 o resultado disso saiu na revista e eu fiquei super feliz. Agradeço à equipe da redação que foram bem gente fina comigo!

Aí está:



Também dá pra ver pelo site: Clique aqui!

3.3.11

Trend alert!

 As boquinhas invadiram a moda! 
Pode parecer até estar meio atrasada essa notícia, 
considerando que o SPFW só dava elas em fevereiro, 
as estampas foram hit total, como dá pra ver nas imagens a baixo:


A questão é que o negócio virou febre desde então, existem boquinhas em toda parte. Quando vi pela primeira vez, até achei bem interessante, mas sinceramente, 
já to vendo que daqui uns dias as cópias vão estar soltas por aí nas araras da Renner, Marisa e cia (se já não estão).


A baixo o desfile da Alessa:

























 Mais boquinhas na moda e em todo lugar:




 
 

 



Achei super legal a matéria da Oficina de Estilo sobre o tema, dá uma olhada:

Imagina que na década de 20 um grupo de jovens começou a pensar junto que o mundo não era um lugar tão legal (teve uma super guerra tempos antes né) e que as coisas precisavam mudar. Esses jovens, por acaso, eram artistas talentosos que olharam pra arte do seu tempo com olhar crítico e com vontade de pensar (além de só sentir): a arte como era feita até então não servia mais pra eles – deu vontade de fazer diferente, de fugir da “normalidade”, de ser esquisito de propósito pra assim, chacoalhar a realidade… possivelmente com um olhar novo que rendesse também hábitos e pensamentos novos. Idealistas, né?
Acontece que eles não ficaram no idealismo, foram lá e fizeram do jeito deles. “Eles” eram Marcel Duchamp, Salvador Dali, Joan Miró e até Frida Kahlo, e esse “chacoalhão” que eles quiseram dar na galera através da sua arte ficou conhecido como surrealismo – tá bom pra você? E aí que nessa de ‘fugir da normalidade’, eles curtiam bem mostrar o corpo humano em pedaços e não bonitinho, inteirinho. E misturavam sombras e figuras nada a ver e nuvens e o que mais pudesse remeter a sonho, a fantasia, a não-realidade, ao não-conformismo. Tinha um fotógrafo nesse grupo de jovens artistas, chamado Man Ray, e ele curtia bocas: tinha contraste nas fotografias dele de modo a ressaltar lábios, tinha repetição desse padrão, tinha colagem com lábios gigantes e mais.
A gente não tem notícia do que aconteceu entre os anos 20 e a década de 90 em relação à bocas na moda – mas em 1999 a Prada fez uma coleção com estampa de boquinhas que já tinha uma vibração surrealista: em saias plissadas (quase austeras) as boquinhas inevitavelmente faziam sorrir. Desde então teve boquinhas no YSL, no McQueen, na Lulu Guinness, no Louboutin, no Marc Jacobs e até na H&M! Mais pertinho da gente (e mais ‘agora’) o Reinaldo Lourenço também desfilou sua versão de estampa de lábios – que provavelmente vai render umas camisetinhas fofas (e compráveis!!!) nas araras das lojas. Na sequência essa estilista Holly Fulton também mostrou boquinhas em seu desfile na semana de moda de Londres.
Talvez essa seja uma boa hora pra não se conformar só com listras, xadrezes e florais nos looks que a gente coordenar. Talvez a gente possa extrapolar o “normal” de todo dia e abraçar diferenças nessa idéia – a de que mudar de direção pode render outros caminhos legais, chacoalhar tudo em volta, pro bem!


É tendência, é fato! Mas já enjoei dessas boquinhas só de fazer esse post.